Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

NOTÍCIAS

Projetos para desenvolvimento do varejo são apresentados durante Café de Ideias

Um debate em torno do desenvolvimento econômico do município, especialmente ligado ao varejo, foi realizado na manhã desta quinta-feira, 28 de abril, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma. Por meio de uma parceria da entidade com o Sebrae, o consultor Timóteo Paes de Farias fez a apresentação do Estudo de Potencialidades do Varejo, que tem o objetivo de fomentar o segmento que é responsável, hoje, por cerca de 61% dos empregos da cidade.

 

A coleta de dados para o diagnóstico foi feita no segundo semestre do ano passado. Após, todas as informações foram condensadas e transformaram-se em sugestões de projetos para alavancar ainda mais o setor. “O estudo foi dividido em três partes. Na primeira, entendemos o passado por meio de dados demográficos e econômicos. Depois, olhamos para o território de Criciúma, analisamos a visão atual e quais as áreas de potencial desenvolvimento. Por último, estudamos as tendências de futuro e identificamos os projetos viáveis para o nosso município”, explica Farias.

 

As propostas tiveram base em três pilares: no que era desejado pelas pessoas, viável para os empreendedores e factível de tecnologia. Entre as 13 pontuadas, foram apresentadas seis, entre elas a criação de uma moeda digital local, para fortalecimento das relações comerciais; o Observatório do Varejo, a fim de oferecer uma base de dados local e um centro de inteligência do segmento; e o varejo de serviço regional de turismo, saúde e bem-estar, fomentando os negócios para desenvolver o posicionamento nestas três áreas.

 

O presidente da Fundação Cultural de Criciúma, Zalmir Casagrande, esteve presente no evento e enfatizou que o estudo encurta a distância para pensar no futuro. “Com estas informações em mãos, fica muito mais fácil visualizarmos o amanhã. Os dados do comércio são fantásticos, ele representa muito para a nossa economia. Agora cabe às entidades, poder público, universidades e centros pensantes analisarem de que forma este material poderá ser aproveitado para desenvolvê-lo ainda mais”, pontua.

 

De acordo com o presidente da CDL, Tiago Marangoni, este é o início de um debate que, com certeza, trará bons frutos ao desenvolvimento municipal. “É nossa responsabilidade ir atrás, estudar tendências, ver de que forma o mercado está se comportando e, por fim, fomentar novas ideias”, diz ele, ao complementar: “este estudo será um norte para as próximas ações da CDL. Com base em números e muita pesquisa, conseguiremos analisar de forma mais clara onde queremos e para onde precisamos ir. O comércio, os consumidores e toda a nossa região ganharão muito com isso”, finaliza.

COMPARTILHE:

Share on pinterest
Share on facebook
Share on twitter

Mais lidas

Perspectivas de melhora ou de crise no varejo? Discussão pauta mais uma edição do Café de Ideias

Associados participam de almoço com a diretoria

CDL Criciúma presente na 56ª Convenção Nacional do Comércio Lojista

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Para mais informações sobre quais tipos de cookies você pode encontrar nesse site, acesse “Definições de cookies”. Ao clicar em “Aceitar todos os cookies”, você aceita o uso dos cookies desse site
Definições de cookies
whatsapp-icon

Publicar Vaga

Você precisar fazer login para enviar uma vaga de emprego.