Forcri encaminha sugestões ao Governo do Estado e Prefeitura de Criciúma - Notícias

Página inicial Promoções Banco de Empregos Telefone/Fax(48) 3431.2100
  • Compartilhe nosso site

Notícias

Notícias da CDL

Forcri encaminha sugestões ao Governo do Estado e Prefeitura de Criciúma 25 de março de 2020

O Forcri (Fórum de entidades de Criciúma) encaminhou nesta quarta-feira (25) ao Governo do Estado e a Prefeitura de Criciúma um documento solicitando o encaminhamento de questões para minimizar o enorme impacto humanitário e social de uma recessão econômica profunda, que afeta principalmente os segmentos mais vulneráveis da população. O Fórum é constituído pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Lojas Maçônicas (Somarsul), Lions Clubes e os Rotary Clubes de Criciúma. 

 

Confira as sugestões dadas pelo Forcri:

 

1 - Estabelecer bases racionais, amparadas em evidência, para um rápido retorno da atividade econômica, minimizando os efeitos da recessão sobre os trabalhadores e a população em geral, e ao mesmo tempo reduzindo a velocidade do contágio nos grupos de maior risco, evitando uma sobrecarga do sistema de saúde;

 

2 - Limitar a restrição econômica ao período já aplicado de 16 dias pelo estado. Após isto, reabertura gradual de indústrias, comércios, restaurantes, shopping centers e outros negócios que foram fechados, com a estrita observação das medidas de proteção propostas pelo Ministério da Saúde;

 

3 - Acompanhamento rigoroso dos resultados, com foco em especial na lotação dos serviços médicos, para ajustes na política, eventualmente considerando retorno a uma quarentena mais rigorosa em cidades e regiões onde o número de casos graves estiver crescendo muito rapidamente;

 

4 - Adiamento da cobrança de impostos e redução de alíquotas, garantindo os empregos e sem demissões em massa, à guisa do que foi concedido à Blumenau quando das terríveis enchentes ocorridas no ano de 1983;

 

5 - Nas linhas de crédito a serem concedidas pelo BADESC, que seja retirada a exigência de garantias ou ao menos sua flexibilização.